Ghadeer, o mais importante garanhão do turfe brasileiro dos últimos tempos | Jockey Club Brasileiro

Ghadeer, o mais importante garanhão do turfe brasileiro dos últimos tempos

Neste próximo domingo, 29 de novembro, será corrido mais uma vez o Clássico Ghadeer (L.), prova esta que o Jockey Club Brasileiro homenageia esse grande garanhão francês, filho de Lyphard e Swanilda por Habitat, desaparecido em 2005.

Ghadeer foi adquirido pela familia Peixoto de Castro para a Fazenda Mondesir através de Samir Abujamra junto ao Sheikh Mohammed Al Maktoum, e posteriormente sindicalizado juntamente com os Haras Santa Maria de Araras e Santa Ana do Rio Grande, para prestar monta em Bagé, a partir de 1983.

Já na sua primeira geração, Ghadeer mostrou-se um enorme sucesso, ocasião em que produziu Fausse Monnaie-G1, So Beauty-G1(mãe de Fool Around-G1Country Baby-G1), Duffel-G1, e Sphinx-G3.

Nas 2 gerações seguintes, produziu Gay Charm-G1 (mãe de Einstein-G1 USA), Gulf Star-G1, Trading Chance-G3, Firebag-G3, Houret-G1, Mate Bueno-G1, Unifrance-G1, e provavelmente seu melhor filho, Falcon Jet (horse of the year, 6 provas de G1, campeão de estatísticas de reprodutores na Gv em 2000/2001).

No final da década de 80 até o final da década de 90, Ghadeer foi o principal líder da estatística de reprodutores do turfe brasileiro, tendo produzido nesse período ótimos corredores como a triplice coroada Indian Chris, Implausible-G1, Ialou-G1, Gondola Real-G2, Investor-G2, Irish Derby-G2, It’s The Day-G1, Vuarnet-G2, Ardashir-G1, Flano-G2, Kick Back-G2, Kijolighadeer-G2, Burmese-G1, Janilité-G2, Legend Wind-G2, Nédia Clara-G2, Certainly-G2Doctor Moore-G1, o excepcional velocistaMensageiro AladoMiss Dourness-G1, Car Bomb-G1, Eternita-G1, Eco Art-G2, Onefortheroad-G1 (mãe de Ay Caramba-G1, Flymetothemoon-G1, Éissoaí-G1), Only Immensity-G1, Pitt Club-G2, Round Hill-G2, M’Afrodite-G2, etc..

Na década de 2000, produziu ainda  Be Happy-G1 (hoje faz parte do plantel da Darley), Instant Killer-G1, Cerutti-G2, Double Dream-G1, Eagle Pines-G1, Mary Rê-G2, etc..

Enfim, o filho do pequenino Lyphard produziu nada menos que 25 ganhadores de G163 ganhadores de grupo entre 125 ganhadores clássicos e  de Provas Especiais entre 890 produtos corridos. Seus filhos foram champions dos 1000m (Mensageiro Alado, Lost Love) aos 2400m (Falcon Jet, Indian Chris, Implausible). Corriam na grama e na areia.

Porém, provavelmente o grande legado de Ghadeer, é o seu papel como avô-materno. É ganhador de 11 estatísticas seguidas (atualmente só perde para Roi Normand). É avô-materno de mais de 80 ganhadores clássicos. Alguns nomes que nos vêem a cabeça sugerem : Riboletta(Roi Normand)-champion mare nos EUA, Einstein (Spend a Buck)-G1-USA, Super Power (Roi Normand)-Triplice coroado, o ganhador do GP Brasil de 2011, Belo Acteon (Acteon Man),Lost Love (Dodge)-G1, Durban Thunder(Royal Academy)-G1,  Investor’s Dream(Spend a Buck)-G1, Irish Lover (Spend a Buck)-champion 3yo, Ever Love (Nedawi)-champion 3yo, etc..etc..

Apenas como curiosidade, Ghadeer em campanha ganhou apenas uma prova de G3 na Itália. Mas tinha problemas nos curvilhões. Certamente sem esse problema, teria ganho provas mais importantes na Europa, e dessa maneira, dificilmente teria vindo parar no Brasil. Ainda bem.

Vicente Britto

Gostou da notícia? Compartilhe!
ENVIE ESTA PÁGINA PARA UM AMIGO