Vitória espetacular de Leão de Prata no GP Prefeitura da Cidade do RJ (G3) – Seletiva para o Latino 2018 | Jockey Club Brasileiro

Vitória espetacular de Leão de Prata no GP Prefeitura da Cidade do RJ (G3) – Seletiva para o Latino 2018

Numa atropelada sensacional, com Carlos Lavor mostrando porque é o piloto em atividade  no país com o maior número de vitórias, fazendo um perfeito trabalho com o chicote na direita e na canhota, Leão de Prata alcançou Last Hope no último pulo para levar a melhor no Grande Prêmio Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro (G3), carreira Seletiva para o Latino 2018. O páreo, em 1.900 metros, pista de areia macia, classificou o cavalo de Luis Antonio Ribeiro Pinto para correr, em Maroñas, Uruguai, dia 11 de março, o Gran Premio Asociación Latinoamericana de Jockey Clubes e Hipódromos (G1) e foi a atração principal da reunião deste domingo, 21 de janeiro, no Hipódromo da Gávea.

0A6A6017Campo cheio e largada penas regular, uma vez que First Amour pulou com atraso. Instigado por seu piloto, Bold Retriever resolutamente assumiu o comando das ações com Soldier Of Mondesir em segundo. Capitólio, Know How, Desejado Outplay, Numba Juan, Peter-Pilotto, Last Hope, Guaruman, Public Job, Enólogo, Departure Time, Leão de Prata e First Amour vinham na sequência. Puxando ritmo forte, de acordo com a categoria dos inscritos, Bold Retriever tirava alguns dos rivais do natural e tanto Soldier Of Mondesir quanto Capitólio já vinam bem procurados por seus pilotos no grande curva. Last Hope melhorava pela cerca interna e Leão de Prata ainda vinha no0 bloco de trás.

Na hora da verdade, Last Hope, que vinha na esteira de Bold Retriever, foi arrancado para linha três e começou a caça a Bold Retriever. Pelo meio de pista, Guaruman apresentava-se e Leão de Prata emergia do fudno do lote. Last Hope tomou conta da situação e chegou a dar fila de vitória, ao abrir dois corpos sobre o lote. Entretanto, com Carlos Lavor em dia de Carlos Lavor, Leão de Prata embalou, o pilto trocou o chicote para a esquerda e depois para a direita, fazendo com que Leão de Prata pegasse Last Hope no último salto e conquistando o direito de representar o Jockey Club Brasileiro em maroñas. Em grande performance, Bold Retriever terminou em terceiro, com Desejado Outplay em quarto e Enólogo na quinta colocação.

Na sua segunda ponta e dupla na reunião (Extraordinaria e Firmeza, a outra), Julio Cezar Sampaio mostrou a conhecida competência para preparar um PSI e trouxe Leão de Prata do CT Dedo de Deus em forma sensacional, como de hábito. O ganhador, um filho de Crimson Tide e L’escapade, por Aksar, de criação e propriedade do Stud São Francisco da Serra, de Sir Luis Antonio Ribeiro Pinto. Na sua quinta vitória, a primeira nobre, Leão de Prata parou os cronômetros em 2min02s10.

VEJA A GALERIA DE IMAGENS DO GP PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO (G3)

0A6A5678 euniao22012018 (45) euniao22012018 (46) euniao22012018 (47) euniao22012018 (48) euniao22012018 (49) euniao22012018 (50) euniao22012018 (51) euniao22012018 (52) euniao22012018 (53) euniao22012018 (54) euniao22012018 (55) euniao22012018 (57) euniao22012018 (58) euniao22012018 (59) euniao22012018 (60) euniao22012018 (61) 0A6A6057 0A6A6060 0A6A6063 0A6A6064 euniao22012018 (62) euniao22012018 (63) euniao22012018 (64)

por Fernando Lopes – fotos: Sylvio Rondinelli

Gostou da notícia? Compartilhe!