Aconteceu (08 à 11.09.2018), por Fernando Lopes | Jockey Club Brasileiro

Aconteceu (08 à 11.09.2018), por Fernando Lopes

Aconteceu…

SÁBADO (08.09.2018)

reuniao08092018 (3)Um galope de saúde de Falco Bianco para abrir a semana de turfe no Hipódromo da Gávea. Corrido na terceira posição por Leandro Henrique, o animal do Stud Vale do Paraíso vinha “empurrando” os ponteiros Mediatore e Liquore. Tirado para fora na reta final e com seu jóquei esperando o máximo para dar a partida, Falco Bianco quando exigido correspondeu plenamente, ganhando com muitas sobras. Original Sin veio de longe para formar a dupla. Jhonny Blue, que largou na frente e foi recolhido, ficando em último, terminou em terceiro. Aula de apresentação de Leonardo José dos Reis, em fase excepcional na carreira.

reuniao08092018 (15)Frivolous e Neto Biel engrenaram juntos para decidir a sorte da segunda carreira da programação. Ajustado por Leandro Henrique, Frivolous levou a melhor sobre um Neto Biel, que correu incerto e quando engrenou já era tarde. Treinamento de Ronaldo Marins Lima no animal que defende a simpática farda do Stud Amigos do Rio Iguassu. Favorito, Foolish Tiger deu alguma impressão no meio da reta, mas teve de contentar-se com a terceira colocação.

reuniao08092018 (24)Em mais uma prova irrefutável do abismo entre a turma e o claiming, Pepsi-Queen, que fez estreia bem discreta, veio nesta parceria e superou a preferida do público apostador, Lei da Selva (seria a terceira vitória seguida de Leandro Henrique). Vagner Borges posicionou sua pilotada no meio de pista, sem trânsito à frente. Quando Lei da Selva dominou a ponteira Great Battle e não tirou, Pepsi-Queen apresentou-se para o “bote decisivo”. Apesar dos esforços da rival, melhor para a potranca de Luis Antônio Ribeiro Pinto, titular do Stud São Francisco da Serra. Treinamento caprichado do craque, Julio Cezar Sampaio.

reuniao08092018 (33)Se na última correu pouco em linha reta na hora da decisão, desta feita Super Kowboy engrenou forte para superar o favorito estreante Leviatan (que largou com um tempo de atraso). Valdinei Gil manteve Super Kowboy pela linha um até os 300 metros decisivos, quando arrancou seu conduzido para o meio de pista e veio alcançar o apostadíssimo estreante do Stud Eternamente Rio, que vai vencer logo. Treinamento de Adelcio Menegolo no potro da sociedade do Haras Fronteira P.A.P./ Stud Embalagem, em seu batismo vitorioso.

reuniao08092018 (45)Na segunda vitória seguida da criação do Haras Fronteira P.A.P, Agua da Fronteira passou uma pintura no cânter e confirmou in totum na pista. Bem trazido por Wesley da Silva Cardoso, o castanho de Alex Bernardo Goulart Menezes, apresentado de forma impecável por Ildefonso Coelho de Souza, dominou a situação no meio da reta e bateu seus rivais de forma indiscutível. Turkish fez estreia de luxo e mesmo guerreado pelo favorito Vail Village, ainda formou a dupla. Gator Bait chegou pedindo chão.

reuniao08092018 (51)Melhor indicação do dia e uma das melhores da semana, Field Trip fez valera frase do brilhante causídico e turfista, Vicgtor Correa: “Sangue não é água”. Filha de Put It Back na ótima Special Class, Field Trip ganhou só alertada na paleta e parou os cronômetros em 55s75 em pista de grama macia e com três metros de cerca móvel. Valdinei Gil e Christiano Oliveira estiveram impecáveis em seus serviços para a mui promissora potranca do Haras Santa Maria de Araras que, se especializada no tiro curto, será uma das melhores do país, em breve. Outra potranca de valor, Lauren formou a dupla.

reuniao08092018 (65)Um dos bons retrospectos do páreo, Mem Cade Ce não deu a mínima chance para seus adversários. Um dos principais, o comentado estreante Golden Arizona deu pequena vantagem na partida. Mem Cade Ce largou escapado e 200 metros após já tinha Golden Arizona em seu encalço. Na hora da verdade, quando Golden Arizona tentou aproximar-se, sem ser exigido, ao natural, Mem Cade Ce despediu os rivais, vencendo fácil. Vagner Borges não complicou, dando serena direção ao tordilho do Stud Verde, trazido do CT Vale do marmelo em forma soberba por Luis Esteves.  Em bela estreia, Golden Arizona formou a dupla, mostrando que não tarda no 3/0. Quarto colocado, Gandhini chegou pedindo chão.

reuniao08092018 (72)Para se ter a verdadeira ideia da diferença da turma para o claiming, Saga Olímpica, que nas eliminatórias corre entre as ponteiras, por aqui entrou na reta  em penúltimo e atropelou com sobras para vencer firme. Wesley da Silva Cardoso mostrou a conhecida sobriedade para levar ao disco a defensora do Haras Regina, apresentada sob a responsabilidade de Paulo Sérgio de Deus (2º Gerente de Roberto Solanés). Segunda colocada, Una Sola andou sem passagem, tropeçou no meio da reta e ainda deu carga na ganhadora. Terracota e a favorita Last Name formaram a Quadrifeta.

reuniao08092018 (79)Cavalo de ótimo padrão, mas com inúmeros problemas, Gladiador Acteon, do Stud HRN, voltou ao CT e conseguiu mais uma vitória em sua campanha. Preparo do “Mago”, Dulcino Guignoni e condução segura de Vagner Borges. Cafezito, muito corredor, não entrou na briga pela dianteira com Voador Amigo e ficou com o segundo posto, chegando a ameaçar o ganhador. Effectista e Kurdish chegaram na sequência.

DOMINGO (09.09.2018)

reuniao09092018 (5)Logo nos primeiros metros Tianjin mostrou que seria um osso duro de roer. Na terceira posição, a potranca do Haras Estrela Nova quase subia nas patas da ponteira e favorita Helvetia. Em segundo, Made To Stray animava. Na reta, encerrada, Tianjin buscava caminho livre. Arrancada por fora por Wesley da Silva Cardoso, Tianjin embalou, dominou suas rivais e ganhou com sobras, mostrando predicados. Apresentação da ganhadora sob a responsabilidade de Paulo Sérgio de Deus (2º Gerente de Roberto Solanés). Human Nature descontou bastante, mas não pegou o segundo posto de Made To Stray. Esmorecendo, Helvetia terminou em quinto.

reuniao09092018 (11)Silent Passion saiu na frente. É Brincadeira e Feliz Rainha apresentaram-se. É Brincadeira assumiu a ponta e Feliz Rainha, com seu jóquei olhando para trás, vinha em segundo. Lisarb, em terceiro, esperava a hora certa do bote. Feliz Rainha dominou e não tirou. Nisso, acionada por Wesley da Silva Cardoso, Lisarb pegou carreira e veio alcançar a favorita nos últimos pulos, em belo êxito. A égua do Haras Regina, assim como Taijin no primeiro páreo, foi apresentada sob a responsabilidade de Paulo Sérgio de Deus (2º Gerente de Roberto Solanés). Feliz Rainha, Silent Passion e É Brincadeira finalizaram depois.

reuniao09092018 (5)Recente ganhadora de uma prova de claiming, Kassie’s Angel aproveitou-se da luta titânica pela ponta entre Porquoi Pas, Marlene Dumas (que fez ótima estreia) e Gaivinha. Neste tremendo perde e ganha entre as três, Kassie’s Angel engrenou forte pelo meio de raia para superar a encabulada Porquoi Pas, em seu quinto segundo, em nove saídas. Dupla de muito sucesso recentemente, Carlos Lavor e Luis Esteves foram perfeitos em suas funções para a potranca do Stud Eternamente Rio.

reuniao09092018 (32)Confirmando a cada performance o acerto de seu staff em especializá-lo nos percursos de fundo, Enólogo manteve-se invicto em edições da Taça Quati – antes desta venceu 2x a P.E. Formastérus e o GP ABCPCC (G3) -  com a vitória na Prova Especial Quiproquó. A carreira, atração central da reunião deste domingo09 de setembro, no Hipódromo da Gávea, homenageou o 3º Tríplice Coroado do turfe carioca, foi realizada em 2.800 metros, pista de grama macia e marcou a 5ª Etapa da Taça Quati.

No momento decisivo, Quiron e Fala Camarada partiram para cima de Matheus Julio e logo o ultrapassaram. Acionado por Leandro Henrique, Enólogo começava a embalar, mas ainda era o quarto colocado. Fala Camarada tomou a ponta e chegou a dar pinta de que poderia desforrar-se de seu companheiro de entrainement. Ledo engano. Valente e com fôlego de sobra, Enólogo engrenou e cruzou o espelho com meio corpo de vantagem sobre Fala Camarada, sempre um valoroso adversário. Quiron, Little Secret e Matheus Julio fecharam o placar.

reuniao09092018 (42)Trazido do CT Vale da Boa Esperança em forma soberba por Ronaldo Marins Lima, Enólogo é um 5 anos, filho de Drosselmeyer e Inner’s Girl, por Dodge, criado pelo Haras Anderson e defensor do Haras Sweet Dani. Na sua sétima vitória em 18 saídas, Enólogo passou a distância em 2min57s25.

reuniao09092018 (44)Apesar de não ser ideia de seus responsáveis, por enquanto, especializa-lo no quilômetro, toda vez que vem à distância curta, Ghoul da enorme demonstração de força. Sem ser exigido a fundo, o defensor do Stud Verde, treinado por Luis Esteves e montado por Vagner Borges, superou seus adversários e colocou o segundo êxito em seu turf-record. Kodiak Liz, mesmo misturada com os machos fez o segundo lugar com Gauchinho em terceiro.

reuniao09092018 (65)Excelente velocista e rendendo o máximo quando a pista está mais para leve, Questo Mi Piace deu mostras de seu poderio locomotor em outra oportunidade no prado carioca. Conduzido com serenidade por Vagner Borges, o cavalo do Stud Escorial vigiou de perto Maestro da Serra, que corria na frente. Lampião, pela cerca interna, também ameaçava. Firme, Questo Mi Piace desvencilhou-se dos rivais para marcar outro ponto na estatística para Luis Esteves. Sempre faturando, Middle Fast, pelo meio de raia, superou Maestro da Serra e Lampião na luta pela dupla.

reuniao09092018 (75)Gana Forte chegou de Cidade Jardim com duas incursões na esfera nobre para pegar 0 3/0. Ampla favorita, a potranca do Haras Santa Maria de Araras foi lançada para a vanguarda por Valdinei Gil. Highlighted acompanhou o ritmo da ponteira e as duas entraram na reta emparelhadas. Com a vantagem de já ser corrida, Gana Forte conseguiu livrar-se da rival e rumar para o espelho, deixando o perdedor em boa lei. Ótima apresentação de Christiano Oliveira. Flor de Anis mostrou melhoras para ser a segunda no espelho com Gaivota em terceiro. Highlighted esmoreceu, porém não tarda no perdedor. Assim como Gaivota.

reuniao09092018 (78)Amplo domínio da parelha do Haras Doce Vale com a dobrada de Naughty Maria e Necessity. As éguas de Alfredo Grumser, fizeram jus aos R$ 68 mil de placê que defendiam. A retirada de Kylie deixou o páreo sem uma ligeira por essência. Assim, Dusty e Chip Leader alternaram-se na dianteira, vigiadas por Naughty Maria. No momento certo, Naughty Maria passou para a ponta, Necessity para segundo e Naked Moon (as três filhas de Fluke e criadas no Haras Doce Vale) para terceiro e assim vieram até o disco. Treinamento da ganhadora para Ildefonso Coelho de Souza e direção de Wesley da Silva Cardoso.

reuniao09092018 (86)Enchispado entrou em forma absurda e após emplacar uma pule de 48,90, nesta segunda ganhou, de ponta a ponta e com 26,60 de rateio. Direção enérgica de Anderson Londero, que tem contado com os ótimos serviços de Bruna Baquil na captação de suas montarias. Treinamento de Julio Cezar Sampaio no castanho do Stud Araré. Un Pingo fez excelente segundo, perdendo carreira de chorar. Verdi Giuseppe demorou a embalar e fez terceiro, agarrado. O favorito Fofão acabou alcançado na reta oposta e não pode confirmar o esperado.

reuniao09092018 (94)Em páreo com reta acidentada (Sovranna e Leandro Henrique caíram nos 200 metros finais) a vitória ficou com Khodynka, uma vez que a CC do JCB entendeu que Fernandinha, a primeira a cruzar o espelho, foi a causadora do acidente com a égua do Stud P.C., desclassificando-a para a última colocação. Valdinei Gil e Roberto Soares da Silva trabalharam com eficiência para a castanha de Carlos C. Carlindo/ Sergio J. Buzato. Querida Olimpica, Tachira e Okie Dokie formaram a Quadrifeta.

SEGUNDA-FEIRA (10.09.2018)

reuniao10092018 (6)Firewhip e o favorito Jeune Courier fizeram um mano a mano da partida à chegada. Jeune Courier ponteou e parecia vir mais fácil. Porém, quando seu piloto mexeu, o castanho do Haras Springfield não tinha muita ação. Com iss, Firewhip, na tocada insistente de Leandro Henrique, passou pelo rival e deixou o perdedor em belo estilo. Treinamento de Adélcio Menegolo para o potro do Haras Sweet Carol, da sempre sorridente e simpática, Carol Schuenke. Muito apostado, Moleque Matreiro jamais deu fila de brigar pelo triunfo.

reuniao10092018 (18)Icone Bull desceu ao claiming para dar um verdadeiro vareio na parceirada. Com muitas sobras, o defensor do Haras das Araucárias mandou na prova desde a abertura dos boxes e jamais deu pinta de ser derrotado. Ótima apresentação de José Antônio Lopes e direção serena, para a alegria incontida da sua animada e bela torcida, de Antônio Queiroz. John Jones e o favorito Lago Ness finalizaram nas posições seguintes.

reuniao10092018 (23)Na divisão do claiming anterior, um replay do que aconteceu meia hora antes. Michael Landy acertou a partida, floreou e na reta despediu os convidados. Marcelo B. Souza mostrou eficiência na condução do animal do Stud Acqua Azul, treinado pelo líder Dulcino Guignoni. Em ótima estreia, atirou-se demais para dentro nos momentos decisivos, Leãozinho formou a dupla. Favorito, General Public nunca esteve no páreo.

reuniao10092018 (38)Numa jornada que o homenageado era Plenty Of Kicks e a carreira chamava-se Pleni Turbo (mãe do Tríplice Coroado), nada mais justo que uma vitória de um animal de criação e propriedade do Stud São Francisco da Serra, de Luis Antônio Ribeiro Pinto, não por nada, criador e proprietário do 11º ganhador da Tríplice Coroa no Rio de Janeiro, entre os machos. Tanto Riso correu na última posição e tal qual Paint Naif (muito boa a sacada do narrador Fernando Cury na transmissão) atropelou aberto e suplantou seus rivais por pequena diferença. Vitória com a assinatura de Carlos Lavor, um mestre em qualquer distância, claro, mas em especial nos dois quilômetros. Apresentação nota 11 de Julio Cezar Sampaio. Dirt Road fez ótimo segundo, assim como o terceiro de Uyuni Gold foi muito bom também. Ao contrário, Zemariasampaio decepcionou por completo, não dando pinta de brigar pelo triunfo em hora nenhuma.

reuniao10092018 (41)Vitória incontestável de Kapoor na melhor carreira da segunda-feira, 10 de setembro, no Jockey Club Brasileiro. A Prova Especial Plenty Of Kicks reuniu produtos de 3 anos e mais idade na distância de 1.200 metros, pista de areia macia.

Logo que os competidores entraram pela reta final, Kapoor partiu para cima de American Bull e trazia mais ação. Importante a estratégia de não deixar o favorito florear começava a dar resultado. Não mostrando ação para brigar, Joe Andretti esmorecia por completo. De trás, Magic Citizen e First Run progrediam. Autoritário e dominante, Kapoor impôs-se com firmeza, deixando American Bull na dupla e First Run, Magic Citizen e Joe Andretti no complemento do placar.

reuniao10092018 (53)Esplendida a apresentação de Cosme Morgado Neto no ganhador. Um filho de Cape Town e Bagpipe, por Yagli, Kapoor é um 5 anos de criação e propriedade do Stud Red Rafa. Natural de São Paulo, o ganhador obteve sua quinta vitória em 20 saídas, todas no Hipódromo da Gávea. Imprimindo um ritmo forte desde a largada, a carreira foi vencida em bons 1min13s22. Com o triunfo mostrou-se o acerto em correr Kapoor neste Prova Especial e não na turma. A frase que a história não fala dos que têm medo, nunca fez tanto sentido, parabéns.

reuniao10092018 (55)Para um bom observador, era nítido que Regal Dionysus ia adaptar-se perfeitamente ao governo suave do craque Ângelo Márcio Souza. O animal do Haras Princesa do Sul vinha de performance abaixo do esperado, mas tinha carreira para mais e mostrou aqui. Trazido das últimas posições, Regal Dionysus passou um a um dos adversários e conquistou bela carreira, superando Espion Noir e Us Trick, os dois favoritos do páreo. Regal Dionysus é treinado no CT Dedo de Deus por Julio Cezar Sampaio, em semana das mais eficientes.

reuniao10092018 (64)Mostrou muita inteligência e perspicácia o aprendiz Luis Fernando Henriques na vitória de Not A Prince, do Stud Ponteio Rio. Sentindo que o train movido por Explosive Street, Hotel Du Cap e Datspeaker ia cobrar seu preço, o jovem aluno da EPT deixou seu conduzido “andar mais rápido” na variante, apssou por Coração de Ouro e ficou na quarta posição só esperando os da frente cansar. E, claro, não deu outra, quando os ligeiros diminuíram, Not A Prince era o mais próximo e chegou ao disco antes de Coração de Ouro, que trazia mais ação, porém vinha de muito longe e ainda teve de ser levantado da linha um para a cinco. Peripécias. Marcio Rocha é o responsável pelos dois primeiros colocados.

reuniao10092018 (72)Devaneio recuperou-se após duas corridas abaixo da expectativa. A égua de Marcos Garcia seguiu o ritmo da ponteira Bip Bop e na hora decisiva apertou o cerco, dominou as ações e pareceu que ia conseguir fácil êxito. Todavia, assim como em sua última performance, Friendly Blue descontou bastante, mas o disco chegou antes e a brava égua de Concordio Lionel Coelho fez mais um segundo. Valdinei Gil e Julio Cezar Sampaio foram exemplares, como é costume para ambos, em suas obrigações com a primeira colocada.

reuniao10092018 (83)Mantido em estado alvissareiro pelo excelente Osmar Loezer, Kilegal (que recentemente venceu o claiming deslocando 61 kg) veio na turma e passou o recibo na parceirada. Corrido entre os primeiros por Leandro Henrique, o defensor do Stud Lulu dominou a situação pelo meio de raia e escorou, de longe, vários ataques, em vitória deveras convincente. Mais Um formou a dupla com Kako Velho e Los Panchos (este em sua primeira e boa saída na grama) completando a Quadrifeta. Apostado, Moglin não atropelou como de hábito, terminando fora do marcador. Olho na forra.

TERÇA-FEIRA (11.09.2018)

reuniao11092018 (5)O favorito Natural Champion pulou com atraso. Assim, levinho, Lorenzo assumiu a dianteira com Wozzeck em seu encalço. Liberado fechava o reduzido lote de cinco competidores. No momento decisivo, Lorenzo desvencilhou-se e parecia o vencedor. Que nada. Embalado, pelo meio de raia, Liberado trouxe ação avassaladora, passou por seu rival e venceu com sobras. Direção caprichada de Luan Silva Machado (em sua segunda vitória – a primeira através de Kapoor na Prova Especial Plenty Of Kicks – com o agenciamento de Lucas Eller, parceria que tem tudo para dar muito certo). Muito bem, também, Jesse James, que levou o cavalo de André Luiz Dumortout de Mendonça aos 1.500, venceu, voltou aos 1.900 e não deu no bico. Aula! Lorenzo ficou com o segundo posto.

reuniao11092018 (9)How Train fez estreia discreta na Gávea e ficou pelo Rio de Janeiro, sendo levada por Adélcio Menegolo para o CT Lost Love, em Friburgo. Inscrita diretamente no claiming, a égua do Haras Cima deu um passeio na pista da Gávea. Largou escapada, floreou como quis e na reta só aumentou a diferença para o segundo colocado. Vagner Borges foi perfeito na condução da ganhadora, como lhe é peculiar. Jaguaré formou a dupla. Viejo Home vinha terceiro de galope, seu jóquei olhou pra trás na entrada da reta, mas o favorito não saiu do lugar, terminando num discreto quarto lugar.

reuniao11092018 (21)Uma das boas indicações do dia, Rainha Judith teve de contar com todo rigor do líder Bruno Queiroz, em sua primeira e única vitória na semana, coisa inédita desde sua estreia, para superar Bugra Alada, por pescoço. Preparo com a assinatura do ótimo José Ferreira dos Reis na útil égua de Carlos Alberto Moura da Silva.

reuniao11092018 (32)Após um terceiro e um segundo, Roleta de Birigui era um dos nomes deste claiming “J” e venceu com firmeza. Happy Be deu impressão pela cerca, a favorita Brigite Court pelo meio, mas além do centro da pista, Roleta de Birigui surgiu com ímpeto para derrotar suas adversárias. Luis Fernando Henriques deu mais uma boa direção na semana, agora na égua treinada por Cristina Resende e defensora do Haras La Querência Dourada. Beijo Maldito deu uma “manteiguinha” na largada, mas ainda recuperou-se para fazer o segundo lugar. Brigite Court chegou depois.

reuniao11092018 (42)Melhor marcação do dia, aditivado de L1, Regal Hipnos confirmou in totum a expectativa de quem confiou em seu poderio locomotor para todo o tipo de apostas. Conduzido com tranquilidade por Leandro Henrique, o cavalo da Coudelaria Monte Parnaso não se importou com a disparada de Fraserburg, pois no momento certo, quando o rival cansou, Regal Hipnos tomou a ponta e galopou para o espelho. Ronaldo Marins Lima mandou seu pupilo à pista tinindo. Useiroevezeiro veio de longe para formar dupla das mais viáveis na abertura da Quinexata.

reuniao11092018 (52)Khimbold puxou ritmo forte para a parceria e tirou muitos rivais do natural. Melhor para Negro Furioso, na tocada certeira de Valdinei Gil, que apareceu com ótima disposição para sobrepujar seus rivais com autoridade. Excelente apresentação de Leonardo José dos Reis no cavalo de Leonardo Yananowisky. Far Niente ficou com o segundo posto e Khimbold ainda fez terceiro. O mais apostado, Hoopers fez quarto sem nunca parecer brigar pelo êxito.

reuniao11092018 (58)Mantido na terceira posição, bem perto de Dear Fiji e Múltiplo, os dois primeiros, Cabo Horne passou por seus inimigos com facilidade quando exigido por Leandro Henrique, para levar ao winners circle a vitoriosa farda do Haras Fátima e Márcio. Apresentação de luxo para Leopoldo José Cury, um ás na arte de treinar um PSI. Em ótima corrida, fazendo valer ser a mais ligeira do lote, Dear Fiji ainda manteve o segundo lugar, resistindo ao tropel do grandalhão El Sydney.

reuniao11092018 (64)O Nosso Negro sobrava no claiming e fez jus à preferência do público turfista, com triunfo incontestável. Direção do maior ganhador da semana, Leandro Henrique e preparo de Concórdio Lionel Coelho, no cavalo das sedas vitoriosíssimas do Stud Alvarenga. Poker de Birigui foi o segundo colocado com Lacrosse em terceiro. Giorgio de Chirico correu menos do que pode e vai à reabilitação em seu retorno.

reuniao11092018 (71)Voltando ao claiming “M”, no qual havia secundado Itauba Sarge, que está voando, Jubilado engrenou com disposição para alcançar Canadian Boy, que parecia o vencedor durante boa parte da reta. Cálculo de corrida perfeita para o “Dragão”, Valdinei Gil no animal do Stud Rancho Palumar, apresentado com precisão por Roberto Soares da Silva. Power On e Mississipi River completaram a Quadrifeta. O favorito Tchê Barbaridade largou com atraso e não se recuperou, terminando descolocado.

por Fernando Lopes  – fotos: Sylvio Rondinelli

Gostou da notícia? Compartilhe!