Gonçalves, Lavor, Blandi e Leandro, os melhores entre os pilotos » Jockey Club Brasileiro -

Gonçalves, Lavor, Blandi e Leandro, os melhores entre os pilotos

Marcelo Gonçalves (89), na sexta posição, conquistou seu segundo GP Brasil, com direção impecável no sempre esperado George Washington (Stud Happy Again), que resolveu confirmar o esperado logo na sua maior prova de fogo. Marcelo ainda comemorou mais três vezes, sendo duas delas em Provas Especiais, na Mensageiro Alado, com Goldzilla, outro do Stud Happy Again, e Noruz, primeiro na Quick Chance.

Carlos Lavor (118), o quinto na tábua de classificação, ganhou seis corridas e mostrou mais uma vez sua classe em dias de grande festa, levando quatro provas nobres para casa, sendo duas de G1, além de dois páreos da programação normal – Midsummer Rain (Stud V.Jabor) no GP Roberto e Nelson Grimaldi Seabra (G1), e Jolie Olímpica (Haras Regina) no GP Jockey Club Brasileiro (G1), além do G2 da semana, com Quick’N Easy (Haras Doce Vale), a ganhadora do GP Francisco Villela de Paula Machado, estas duas últimas substituindo Wesley da Silva Cardoso.

O nono, Waldomiro Blandi (69) também brilhou intensamente levando dois troféus de G1 para casa. O experiente piloto conduziu Happy Brian (Stud Pedudu) beneficiada com a desclassificação de Efetivo Bull, no GP Major Suckow, e mostrou toda sua energia para levar Glory Boy (Stud Juliana e Luiz Guilherme) à glória do GP Presidente da República. Blandi também conduziu Wind Of Change (Stud Pixote), o campeão do Clássico Breno Caldas (L.)

Na ponta da tabela, Leandro Henrique, o maior ganhador da semana, passou na frente sete vezes e chegou a 186 conquistas na Temporada 2018/2019. O pernambucano saiu da semana com mais duas taças para sua coleção, a do GP IFHA (G3), através de Fossato (Haras Sweet Carol) e a do Clássico Delegações Turfísticas (L.), montando Desejado Outplay (Stud Parente Sobral) e também comemorou com: Golden Pacific e General Bobby (os dois do Haras Sweet Carol) Motivo de Glória (Haras Monte Carlo) Genghis Khan (Edmundo Medeiros Teixeira); e Inspetor Fong (Stud Ajato).

Na quarta colocação, o tetracampeão Vagner Borges (145) mostrou sua classe cinco vezes, a melhor delas através de Lady Angel (Haras Guamiranga), que desbancou os machos no Clássico Imprensa (L.), em que o JCB, mui justamente homenageou o grande jornalista Leo Batista, e no Clássico OSAF (L.), levando Festa Pronta (Stud Verde) ao bicampeonato.

Altair Domingos veio da Argentina para participar do Festival e foi ao winners circle em quatro oportunidades. O popular Nico levou na mala, ao retornar para o país portenho, a taça do GP ABCPCC (G3), após excelente direção em First Fighter, do Stud Victor Augusto, cujo titular emocionou a todos com suas lágrimas ao buscar seu animal na raia e recebendo o seu prêmio no púlpito.

O sétimo, Wesley da Silva Cardoso (87) teve um mal estar no sábado e deixou de ganhar um G1 e um G2, porém, ainda conseguiu brilhar na sexta-feira, levando El Bacan (Stud Parente Sobral) ao triunfo no Clássico Luiz Gurgel do Amaral Valente (L.).

O aprendiz Will Xavier montou cinco ganhadores, dois a mais que os três do vice-líder, Bruno Queiroz (178) e do décimo, Maikon Mesquita (69) e três acima das duas do oitavo, Henderson Fernandes (71).

Com uma vitória: Muriel Silva Machado, que deu condução milimétrica a Sunset Shimmer para a égua do Stud Embalagem alcançar a favorita Field Trip no último pulo e levar o primeiro posto da Prova Especial Requebra;  Alexandre Correia, perfeito no dorso de Perigoosa (Haras Doce Vale), a primeira colocada da Prova Especial Tirolesa; o quarto, Valdinei Gil (121), Cesar Gustavo Netto; Anderson Paiva; Marcelo Almeida; Filipe Queiroz; e o aprendiz Daniel Staiti.

por Fernando Lopes – fotos: Sylvio Rondinelli

Gostou da notícia? Compartilhe!