Maravilhosa (Milton Lodi) » Jockey Club Brasileiro - Turfe

Maravilhosa (Milton Lodi)

Maravilhosa (Milton Lodi)

Eu não lembro de ter sido eleito o melhor animal da temporada, uma potranca de 2 anos de idade. O Troféu Mossoró, referente ao período 2018/2019 apresentou esse feito inédito, pelo menos no turfe brasileiro.

Em meio a fortes concorrentes como o melhor 3 anos de idade, o autoritário vencedor do Grande Prêmio Brasil, George Washington, e o potro invicto aos 2 anos Filo di Arianna, que com três soberbas atuações no Hipódromo da Gávea, fazendo alarde de uma superioridade que o manteve invicto e logo exportado para os Estados Unidos.

Nem mesmo a alta qualidade da ótima 3 anos Gaivina, só para citar uns poucos, impediu que a egressa do extinto Stud TNT e propriedade do Haras Regina, a linda Jolie Olímpica, fosse considerada o melhor animal da temporada. De físico muito atraente com um poderio físico muito poucas vezes visto em um animal de tão pouca idade, Jolie Olímpica confirmou nas três corridas em que apresentou uma classe superior, praticamente correndo sem se importar com os seus competidores, mostrando uma superioridade e uma categoria que a levou a ser o Animal do Ano.

Jolie Olímpica é uma filha do garanhão norte americano Drosselmeyer, um cavalo de 12 anos de idade que poucos adversários encontra em seu setor em função de sua pouca idade em relação aos melhores importados como ele, pois Put-it-Back e Agnes Gold já estão com 21 anos.

Mas no final dos dias desses dois citados ótimos garanhões, vai surgir a partir de 2021 os filhos do japonês Hat Trick, um irmão paterno do ótimo Agnes Gold. O pai deles, Sunday Silence, foi uma das molas mestras da criação japonesa, com filhos e muitos super aprovados nas pistas e nos haras. Hat Trick não é um cavalo novo, já está com 18 anos, mas no 2º semestre de 2018, já com uma produção nascida, foi o reprodutor que mais éguas recebeu no Brasil, mais de 100. É um cavalo grande, muito saudável, preto e transmite a sua pelagem na grande maioria de seus filhos.

Voltando à espetacular Jolie Olimpica, infelizmente para o plantel de fêmeas de nosso plantel, já foi exportada para os Estados Unidos. Se ela resistir ao massacre do violento tratamento de lá, se lhe for permitida uma campanha nas pistas sem que absurdos não lhe sejam impostos, ainda vamos falar muito dessa maravilhosa Jolie Olimpica.

Gostou da notícia? Compartilhe!