O fenômeno Bal A Bali » Jockey Club Brasileiro - Turfe

O fenômeno Bal A Bali

Homenageado do domingo, 10 de janeiro, vamos relembrar o fenômeno Bal A Bali, conhecer algumas curiosidades sobre o fantástico corredor e ver os filmes de todas as suas corridas no Brasil, na ordem cronológica, e suas conquistas mais importantes na América.

CURIOSIDADES

– Bal A Bali foi adquirido por seu proprietário via telefone, num leilão do Haras Santa Maria de Araras, criador do espetacular animal. Bal A Bali não havia sido marcado para aquisição por nenhum dos treinadores da farda e só teve sua compra “liberada”, após o aval da veterinária Cristina Vieira. 

– Bal A Bali custou R$ 70 mil e, somente em prêmios, no Brasil, faturou mais de R$ 700 mil.

– Em sua estreia, Bal A Bali era um rateio individual de R$ 12,90 (com a parelha pagou R$ 1.90). Seu faixa, na corrida, Secret Afleet pagava R$ 2,30. Na campanha, Secret Afleet obteve três vitórias, sendo duas em páreos de claiming. Coisas do turfe.

– Bal A Bali nunca mais passou nem perto de pagar acima de 10/1. Seu maior rateio de campanha, no Brasil, foi R$ 2.50 em sua única derrota, nos 1.500 metros, grama pesada, do GP Conde de Herzberg (G2).

Farrier (Stud Marisa Star) e Baccelo (Stud B L) foram os únicos animais a chegarem à frente de Bal A Bali em uma corrida no Brasil.

– O gaúcho Vagner Borges montou Bal A Bali em dez de suas onze vitórias, todas do calendário clássico. Somente na estreia Bal A Bali teve outro piloto, o pernambucano Anderson Paiva.

– Bal A Bali foi o primeiro animal de três anos a vencer o GP Brasil (G1).

– Décimo segundo Tríplice Coroado do turfe carioca, Bal A Bali é recordista de duas distâncias no Hipódromo da Gávea, ambas na pista de grama. No GP Estado do Rio de Janeiro pulverizou o tempo dos 1600 metros (1min31s36), e no Derby baixou a marca dos 2.400 metros (2min23s25). 

– O craque estava vendido e não correria a maior prova do turfe nacional. Mas, como o negócio não foi fechado seu proprietário falou para Guignoni que preparasse a fera para o Brasil 2014. O resultado, já sabemos…

– Essa não venda de Bal A Bali representou R$ 489.464,56 a mais na conta de seu proprietário e um aumento no valor da sua posterior exportação aos EUA.

– No ato de sua venda, foi sugerido que o novo proprietário levasse junto com Bal A Bali, que jamais havia viajado de avião, Naldinho, 2º Gerente de Dulcino Guignoni e que tratava do castanho desde a sua chegada. Os dois, como pode ser visto no vídeo acima (parte integrante de uma entrevista da jornalista Karol Loureiro com a equipe de Bal A Bali), tinham uma enorme amizade. A sugestão não foi aceita, Bal A Bali acabou tendo problemas na viagem que acarretaram numa laminite que quase tirou a vida do filho de Put It Back e In My Side (Clackson).

– Bal A Bali segue como o único animal a vencer a Tríplice Coroa e o GP Brasil em uma mesma temporada hípica.

Fora das pistas desde 2017, Bal A Bali está alojado na Calumet Farm, em Kentucky, e sua cobertura está orçada em US 15 mil. 

Veja, abaixo, todas as atuações de Bal A Bali no Brasil e suas duas vitórias de G1 nos EUA:

 PRÊMIO QUICKEN GIRL – 2005, Gávea, 02/02/2013, 1000, GM
 
CLÁSSICO JOSÉ CALMONL, Gávea, 02/03/2013, 1300, GM
 
 GRANDE PRÊMIO MARIO DE AZEVEDO RIBEIRO – PRIMEIRA ETAPA, PARA POTROS, DA COPA DE DOIS ANOS, G3, Gávea, 31/03/2013, 1400, GP
 
 GRANDE PRÊMIO CONDE DE HERZBERG (G2) – CRITERIUM DE POTROS – SEGUNDA ETAPA, PARA POTROS, DA COPA DOS DOIS ANOS, G2, Gávea, 26/05/2013, 1500, GP
 
 COPA LEILOES JOCKEY CLUB BRASILEIRO – VERSAO POTROS, Gávea, 14/09/2013, 1600, GM
 
CLÁSSICO ERNANI DE FREITASL, Gávea, 26/10/2013, 1600, GM
 
GRANDE PRÊMIO JULIO CAPUAG3, Gávea, 01/12/2013, 1600, GP
 
GRANDE PRÊMIO ESTADO DO RIO DE JANEIRO – PRIMEIRA PROVA DA TRIPLICE COROA CARIOCA DE PRODUTOS, G1, Gávea, 12/01/2014, 1600, GL
 
GRANDE PRÊMIO FRANCISCO EDUARDO DE PAULA MACHADOG1, Gávea, 16/02/2014, 2000, GL
 
GRANDE PRÊMIO CRUZEIRO DO SULG1, Gávea, 16/03/2014, 2400, GL
 
GRANDE PRÊMIO DOUTOR FRONTING2, Gávea, 11/05/2014, 2400, GP
 
GRANDE PRÊMIO BRASILG1, Gávea, 08/06/2014, 2400, GM
 
1º Frank E. Kilroe Mile (G1), Hipódromo de Santa Anita, 1.600 metros, grama, 11/03/2017, com bolsa de U$ 400 mil.
 
 Shoemaker Mille Stakes (G1), Hipódromo de Santa Anita, 1.600 metros, grama 03/06/2017, com bolsa de U$ 400 mil.
 
por Fernando Lopes – colaborou Sylvio Rondinelli – fotos: Arquivo
Gostou da notícia? Compartilhe!