Jackson Pollock, uma obra de arte no GP Jockey Club Brasileiro (G1) » Jockey Club Brasileiro - Turfe

Jackson Pollock, uma obra de arte no GP Jockey Club Brasileiro (G1)

Fazendo jus ao seu nome de batismo, Jackson Pollock fez de sua vitória no Grande Prêmio Jockey Club Brasileiro (G1), uma verdadeira obra de arte. Nela, brilharam os talentos de Luiz Esteves e Marcelo Gonçalves, perfeitos em suas funções para o dono da “obra”, o Stud Verde, em sua primeira vitória de G1. A criação é fruto da paixão pelo PSI de Afonso Burlamaqui, titular do Haras Santa Rita da Serra. Um prêmio merecido que laureou o amor dos envolvidos pelo cavalo de corrida e pela corrida de cavalo.

O pequenino Lincoln Acteon saiu com pressa das caixas. Aberto Nero D’Avola veio para o sacrifício, movimentar o train da carreira para seu companheiro e favorito, Nepal. Jackson Pollock foi recolhido pelo seu piloto, ficando na terceira colocação. Playa Los Ingleses, Rei do Camarote, Osprey, Nepal, Oberyn e Indigo Guerrero vinham depois. Lincoln Acteon reacionou por dentro e junto com Nero D’Avola abriram larga vantagem para Jackson Pollock, o terceiro.

Em plena reta final, Lincoln Acteon e Nero D’Avola começaram cedo a pagar o preço do ritmo intenso dos primeiros metros e já diminuíam o ímpeto. Procurado por Gonçalves, Jackson Pollock apresentou-se com excelente ação. Abertos, Rei do Camarote, Playa Los Ingleses e Nepal buscavam aproximar-se. Jackson Pollock não deu chance aos adversários, dominou a situação e fugiu para o espelho, em vitória incontestável, digna do novo líder da Geração 2017 entre os potros no maior palco de turfe do país. Em ótima performance, Rei do Camarote formou a dupla, com Playa Los Ingleses, próximo, na terceira colocação. Nepal, que na reta oposta quase subiu nas patas do rivais, e Oberyn fecharam o placar remunerado.

Um 3 anos, filho de Kodiak Kowboyem sua primeira conquista de G1 na pista – Duty do Jaguarete venceu o GP Diana 2018 em SP na posterior desclassificação de Doppio Shanghai – e Notting Tomorrow, por Aragorn, Jackson Pollock completou a milha, pista de grama leve, em 1min34s45

VEJA A GALERIA DE IMAGENS DO GP JOCKEY CLUB BRASILEIRO (G1)

por Fernando Lopes – fotos: Sylvio Rondinelli

Gostou da notícia? Compartilhe!