Proprietário de Some In Tieme celebra confirmação de vitória no Longines Grande Prêmio Latinoamericano (GI) » Jockey Club Brasileiro - Turfe

Proprietário de Some In Tieme celebra confirmação de vitória no Longines Grande Prêmio Latinoamericano (GI)

SomeinTieme (12)

Agora é oficial: o Longines Grande Prêmio Latinoamericano 2016 ficou no Brasil e com o cavalo Some In Tieme. Após a divulgação da contraprova do exame antidoping, que deu positivo, o argentino Don Inc acabou desclassificado. Outro desclassificado por doping foi o chileno Rio Allipen, que também acabou eliminado da prova. 

SomeinTieme (17)

Passado os momentos de expectativa que duraram cerca de 20 dias desde o primeiro exame, chegou a hora de comemorar. E com muita razão. O filho de Shirocco e Orma Giusta, por Royal Academy, teve uma atuação impecável, mais elogiada até que o do “vencedor” por conta do seu final de prova alucinante. De acordo com Alcebiades Azevedo, proprietário de Some In Tieme, o sentimento é uma mistura de alívio e felicidade.

Estou muito feliz, ficamos esperando o resultado oficial e agora que saiu, é pra ficar  aliviado e comemorar. É um sentimento de dever cumprido, por tudo que foi feito no páreo e até aqui, pois na verdade o páreo acaba hoje – afirmou. 

Alcebíades fez questão de lembrar de toda equipe. Ele relembrou os momentos que antecederam a inscrição de Some In Tieme no Longines Grande Prêmio Latinoamericano (GI). 

– É importante relatar é que até chegar aqui, passamos por tantas coisas e muitas pessoas, como treinador, jóquei, cavalariço, pelos amigos que ajudam, pelas conversas que você tem sobre as possibilidades, pela pesquisas, as pessoas que você tem de perguntar, muita gente que fez parte disso – revelou. 

SomeinTieme (14)

Veja a entrevista completa com o proprietário do campeão do GP Latinoamericano (GI)

CAMINHADA ATÉ O LATINO

Nós demos a largada nele no ano passado quando soubemos que o Latino seria aqui na Gávea. Começamos a preparar, correr seletiva e eu costumo dizer que este foi o maior páreo da história do turfe, pois começou ano passado e só terminou hoje. Ficamos muito contentes de ter vencido, mas ficamos tristes por não ter participado da festa, ter visto a vitória na raia, mas já passou. Estamos felizes porque foi feito justiça. Os cavalos da carreira correram dentro da regra, infelizmente dois cavalos  não estavam dentro das regras e eles foram punidos.

PESSOAS QUE FIZERAM PARTE DA CONQUISTA

O turfista é um maluco por natureza e essas maluquices vão aumentando pouco a pouco, principalmente quando um cavalo vai te dando respostas. Mas o importante mesmo e relatar que, quando você fala de turfe, claro que pensamos logo no cavalo, que é o protagonista. Mas são tantas pessoas que ajudam. Até chegar aqui, passamos por tantas coisas e muitas pessoas, como treinador, jóquei, cavalariço, pelos amigos que ajudam, pelas conversas que você tem sobre as possibilidades, pela pesquisas, as pessoas que você tem de perguntar…quantas vezes eu perturbei o (Ricardo) Ravagnani, para saber dos ratings, quantas vezes falei com o (Leandro) Mancuso, para saber das informações daqui, quantas vezes perturbei a Mayra (Frederico) dentro da Comissão de Corridas…o meu medo era terminar o Latino, o meu cavalo não fazer nada e eu me tornar o cara mais chato do Jockey Club Brasileiro (risos).

SOME IN TIEME

Aí você chega hoje e olha para trás e se pergunta novamente os motivos. Sempre foi um cavalo que veio dando bons resultados, acreditamos que poderia ganhar. Não coloquei só para participar, mas para ganhar. Não achei que fui tão maluco assim, pois tínhamos muitas chances. 

O PÁREO DO LATINO

Ele (Some In Tieme) correu um pouco atrás, achei que ele fosse correr mais na frente, mas teve os últimos 200 metros fulminantes, tem até uma foto que mostra ele em frente as Sociais atropelando. Ficamos torcendo para que ele chegasse em sexto, quinto, quarto…e no final foi o cavalo que mais chegou correndo. Ficamos felizes com o resultado no dia, mas hoje é muito melhor. Aumenta a responsabilidade, pois ele é o vencedor do Latino, querendo ou não, é o melhor cavalo da América do Sul. Até que alguém ganhe dele ou até que tenha outro Latino, ele é o melhor cavalo da América do Sul. 

EXPECTATIVA PARA O GRANDE PRÊMIO BRASIL

Ele está inscrito no Brasil, a Daffy Girl é uma das melhores éguas que já correram aqui na Gávea, são irmãos de criação do Santa Maria de Araras…esperamos o mesmo resultado do Latino, quando foi Some In Tieme em primeiro e Daniel Boone em segundo, os dois do Araras. O cavalo do leilão ganhando do cavalo reservado. Mas temos outros adversários como o Cabecinho,  tem o Benggala, alguns melhoram muito com a idade…o Sixteen Tons é um cavalo que eu gosto muito…vai ser um páreo duro como todo GP Brasil. 

SomeinTieme (10)

Veja a ficha técnica do campeão do Longines Grande Prêmio Latinoamericano (GI)

SOME IN TIEME – Macho, Castanho, 3 anos – Peso aprox.: 440 k

Em 6 atuações, obteve 3 vitórias (Gávea), 1º Longines GP Latinoamericano, G1 (2.000m/G) 1º GP Linneo de Paula Machado,G1 (2000m/G), 2º Cl. Escorial,L, (2000m/G), 3º Cl. Sandpit,L, (2000m/G).

FILIAÇÃO: Shirocco (Monsun) e Orma Giusta (Royal Academy)
PROPRIETÁRIO: Oitavo Stud/Haras Princesa do Sul
CRIADOR: Haras Santa Maria de Araras
TREINADOR: G.F.Santos

JÓQUEI: W. Blandi

Por Emerson Silva e Sylvio Rondinelli Fotos: Sylvio Rondinelli

Gostou da notícia? Compartilhe!