A importância de Antonio Joaquim Peixoto de Castro Jr. no turfe brasileiro » Jockey Club Brasileiro -

A importância de Antonio Joaquim Peixoto de Castro Jr. no turfe brasileiro

Advogado e empresário da mais alta expressão, Antonio Joaquim Peixoto de Castro Junior foi uma das mais importantes personalidades da história do turfe brasileiro.

Frequentador assíduo do Hipódromo da Gávea, sempre acompanhado por sua esposa Zélia Gonzaga Peixoto de Castro,  formavam um dos casais mais queridos e admirados do turfe . Antonio Joaquim  idealizou o Sweepstake, em 1933. Na mesma época fundou, em Lorena, São Paulo, o Haras Mondesir.

Antonio Joaquim importou diversas éguas europeias e argentinas (algumas uruguaias), de grande importância para a melhoria genética do rebanho nacional. Algumas das melhores linhas maternas do turfe brasileiro atualmente, descendem de éguas importadas pelo Mondesir.

Só para citar algumas delas:

Troth (40 – GB – por Donatello) – Mãe de Eloquência (GP Barão de Piracicaba,etc..) e delas descendem Zirkel-G1, Comodista-G1, Verbalista, Rector-G3, Irapuato-G2, Lurex-G3, Naturista-G1, Exata, Buquê de Noiva e recentemente o melhor potro do Brasil: Cash do Jaguaretê.

– Palina(44 – Uru – Percebe) –É mãe de Bar e dela descendem Juturna, Venise Star-G1, Zoa-G1, Breitner-G2, Daião-G1, Scalloway-G1, Stroika-G3, Valiantness-G1,  e recentemente CASH DO JAGUARETÊ etc..

– Roussette (41 – GB – Bois Roussel) – É mãe de Zarca, Vandalo, Xaveco,  e dela descendem Bretagne-G1, Fort of Steel-G2, Vacilação-G1, Ilsanpietro-G2-SUF, Farenheit-G2,Dimane-G1, La Française-G2,Life for Sale-G1-Arg, etc..

   – Belle Amour (40 – GB – Bellacose) – Avó de Cabine (GP Major Suckow) e dela descendem também  Anilité-G1, Forever Buck-G1, Omnium Leader-G2, Lavaggio-G1, Pototó-G1, Nagami-G1, Nakaba-G2, Fuco-G1, Condesir-G2, Classic Cool,G3, etc..

– Negrusa (44-URU-Miracle) – Dela descendem Uja, Haé, Asola-G1, Easy Won-G2, Isola Lady-G2, Vistoria-G1, Immaculate-Arg-G1, Tropical Lady-G2, Aye Lad-L, etc..

– Colita (29-Arg-Tropero) – Dela descendem Diese, Timão-Triplice Coroado,  Zuído, Sunset-G1, Claire Loraine-G1, Zirbo-G1, etc..

– Eastern Swan (41-Gb-Colombo) – Mãe de Urgência e dela descendem Egoísmo-G1, Mani-G1, Bowling-G1, Brown Tiger-G1, Funtastic-G1, Dolly Max-G1, etc..

    –  Sister Patricia (40-Gb- Wychwood Abbot) – Veio para o Brasil com a  excepcional  Platina  no ventre (inclusive homenageado pelo JCB em PE que leva seu nome, mãe de   Zarza, Fiapo e Acteon), produziu também Ulemá e Captor, e dela descendem In  Sunshine-G2, La Rascasse-G1, e recentemente IXQUENTA-G3, etc..

– Marajó (56 – Gb-The Cobbler) – Descendem dela Nicho, Aniuak-G2, Cisplatine-G1, Deep Blue-G1, Indian Chris-G1, Britanic-G2, Sunshine Way-G2, Eyeofthetiger-G1-SUF, etc..

waldmeister--KING-SALMON

O Haras Mondesir importou excepcionais garanhões, como King Salmon (30-GB-Salmon-Trout – pai de entre outros Manguari, Prosper, Nuvem, Uja  e excepcional avô-materno), Swallow Tail (46-GB – Bois Roussel – pai de Diese, Fiapo, Timão, Urgência , Zarza, Zuído, etc..), Sayani (43-GB – Fairy Copy – Pai de Cabine, Xaveco-champion sire,  Xadrez, etc..) e Waldmeister (61-GB-Wild Risk-pai de 37 sw, campeão de estatística e um dos melhores avôs-maternos de todos os tempos do turfe brasileiro).

CLIQUE AQUI PARA LER O ARTIGO ESCRITO POR MILTON LODI SOBRE A.J. PEIXOTO DE CASTRO E OS GARANHÕES IMPORTADOS 

No década de 70, o Haras Mondesir mudou-se para Bagé, tornando-se Fazenda Mondesir, e atráves dos netos do patrono da prova, Antonio Joaquim e Paulo César , marcou e marca grande influência através da importação de Ghadeer (Fr-78-Lyphard – pai de mais de 100 sw) e recentemente de Nedawi (Gb-Rainbow Quest – Pai de 13 ganhadores de G1). Em Bagé foram criados (resumindo bastante) animais como Bretagne, Cisplatine, Deep Blue,  Indian Chris (tríplice coroada), Implausible, Be Happy, Ever Love, Einstein, todos ganhadores de G1. Mas aí, é assunto para outro artigo…

Muitos desses nomes acima enfeitam a jornada carioca dessa semana , formada por 40 páreos e cujo maior destaque é o GP Antonio Joaquim Peixoto de Castro Jr.(G2).

Antonio Joaquim e seu Haras Mondesir criaram mais de 160 ganhadores clássicos, incluindo animais como  Talvez (tríplice coroado), Manguari (45), Platina e Prosper (48), Quinto e Quiproquó-triplice coroado (49), Rotina (51), Timão (52-Triplice coroado), Urgência e Ulemá (53), Vândalo(54),  Xaveco Xadrez (55), Zarza Zarca (56), Átramo (57), Bar (58), Cabine (59), Diese (60), Eloquência (61), Edição Egoísmo (61), Fólio Fiapo (62), Haé (64), Juca Juturna (66), Mani e Macar (68), Sunset (74).

Gostou da notícia? Compartilhe!